Pages

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Dor de não poder

Dentro de mim sempre existe muitos sentimentos diferentes, todos intensos e misturados.
Hora tomada por alegria imensa, hora a tristeza chega sem pedir licença...
Hoje foi diferente...
Ela avisou, me mostrou seus passos e eu sabia que iria encontra-la.
Não sei o que mais me abateu se antecipá-la ou se minha impotência diante do inevitável.
Choro! Um choro que alivia o coração mas que pesa n' alma.
Não identifico sentimento pior que a impotência. Não sei lhe dá com ele. Sou sempre resolvida, mandona, sou a que organizo, movimento, faço acontecer. Quando algo me paralisa fico incomodada duplamente.
Ficar num cantinho quieta. Dormir. E esperar um novo dia amanhecer. Quem sabe amanhã me encontro com alegrias!

5 comentários:

Luciana Nepomuceno disse...

tamos aê pra qualquer coisa, baby.

Shuzy disse...

Também eu entreguei-me à espera do amanhã... Que venham dias lindos e doces, amanhã... ou depois, mas, que venham!

Adoro você!

Shuzy disse...

Nunca mais vai voltar aqui?

Emerson Delfino disse...

Oi! Ta viva???

Ananias Ribeiro disse...

Dani sentindo falta de suas postagens...