Pages

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Dualidades

"Estou sempre achando seres humanos no que eles têm de melhor e de pior.
João Monteiro

Vejo sua feiúra e sua beleza.e me pergunto como uma coisa pode ser as duas."  
 
Markus Zusak
em A menina que roubava livros
 
 
 
 Larry Williams 
 
 
Tem dias que se vê injustiças mais do que em outros,
Dias que a dor alheia chama mais atenção.
Que vergonha de olhar apenas pro meu umbigo,
De ter uma vidinha pequena, de não ter tanto o que se orgulhar...
Tem muita gente sofrendo e a gente reclamando sei lá e que...
Por que não faço nada? Por que apesar da indignação amanhã volto pro meu mundinho de reclamações pequenas?
Hoje vejo outras dores... não as minhas... 
E as vezes essa dualidade desbota...

14 comentários:

Winny Trindade disse...

Todo mundo tem esses dois lados, ninguém é só uma coisa... ainda bem.

Linda semana.

Abraço meu.

Borboletas nos Olhos disse...

Gostei deste livro. E a resposta, acho, é a busca do equilíbrio, uma passinho pro lado, outro pro outro...

Atitude do pensar disse...

Dani, esse livro falou tanto a mim. Lembro que o li juntamente do livro "1984" do George Orwell. Como ambos de certa forma falam do poder da palavra, fiquei extremamente impactada.
E sou assim: estou sempre vendo o melhor e o pior das pessoas - essa é uma das minhas maiores dores de viver.
bj

Amapola disse...

Bom dia, querida amiga Danielle.

Que postagens lindas...

Eu também sempre me sinto muito pequena, pelos sonhos de realização pessoal.

Acho que esses sonhos deveriam ser o meio para o progresso pessoal, tendo como meta principal, a oportunidade de estender a mão aos menos favorecidos.

Atender somente aos nossos propósitos é realmente muito pequeno.

Um grande abraço.
Tenha uma linda semana de paz.

Shuzy disse...

Sabe Dani... Às vezes sinto uma vergonha danada das minhas reclamações...

Vanessa Souza Moraes disse...

A gente pode ser tanta coisa...

Long Haired Lady disse...

as vezes encontramos nas reclamaçoes alheias um alento para as nossas…

ps. pode vir! rsrsrs

beijo!

João Videira Santos disse...

Todos os dias são perpetuas lembranças que a vida e o futuro lembram...depois!

Florisbella disse...

A dualidade pra mim já é uma dualidade rs Coisas bonitas e feias ao mesmo tempo, simples e complexas... e no meio de tudo isso, tenho resistências com certo e errado, preto e branco, céu e inferno rs

Beijos

Belos e Malvados disse...

Uma coisa pode ser muitas. Isso que é bacana na vida.

♪ Sil disse...

Dani querida!

A menina que roubava livros, foi sem sombra de dúvidas um dos livros mais lindos que eu já li!
Qto a essa dualidade, é da natureza da vida Dani.

Mas me sinto pequena demais tbm qdo vejo tantas injustiças e desigualdades, e tantas vezes eu reclamo por tão pouco.
Ahhh minha amiga...tenho tanto a aprender ainda!

Um abraço Dani, você é uma querida!

Borboletas nos Olhos disse...

E sexta teremos encontros e sabores, né? Bora se acabar no sushi \o/

Amapola disse...

Boa noite, querida amiga Danielle.

Como está a saúde do João Fábio?
Deus o abençoe e que cada dia, esteja melhor.

Um grande abraço.

Wilton disse...

Só vê injustiças, sente e se queixa das dores quem tem sensibilidade.
Você tem uma alma linda.
Beijinho.