Pages

terça-feira, 13 de setembro de 2011


"Depois de tantas buscas, encontros, desencontros, acho que a minha mais sincera intenção é me sentir confortável, o máximo que eu puder, estando na minha própria pele. É me  mesmo acessando, vez ou outra, lugares da memória que eu adoraria inacessíveis, tristezas que não cicatrizaram, padrões que eu ainda não soube transformar, embora continue me empenhando para conseguir." Ana Jácomo
 Ainda aprendendo a me sentir confortável... as vezes me sinto horrível, noutras machucada demais e ainda tem os momentos em que as cicatrizes atrapalham as belezas que a vida poderia me dar...
Por que é tão difícil conseguir esse conforto? Por que todas essas feridas teimam em doer?

4 comentários:

ϟ Cynthia Brito disse...

O conforto está no alto! Sim, no mais alto que você imaginar! Mas não fica triste se você não puder alcançar. O conforto é tão bom, e está tão próximo da gente... Às vezes bate à nossa porta e a gente nem o deixa entrar. Nos convida para jantarmos juntos e a gente o renega.
Vamos prestar atenção nas pessoas... Pois os que nos cercam são, muitas vezes, a luz divina Daquele que conforta corações e traz alegria pra nossa vida!
Beijos, Dani!

Maggie May disse...

dói, vai doer sempre, o importante é que sigamos!

beijo linda!

♪ Sil disse...

Danni minha linda!!

Eu penso ao contrário: Acho que nada dói pra sempre.
Depois de tantas porradas da vida, aos 46 anos eu aprendi isso.
A dor passa, e sempre ali na frente Deus coloca coisas, momentos e pessoas tão especiais na vida da gente.
Outras dores podem vir, mas a gente vai estar mais forte pra elas.
Vai cicatrizar, você vai ver!!!

Minha linda, saudade demais daqui!
Abandonar vocês? Meu blog? Nuncaaaaaaaaa!!
No face é apenas mais fácil dar um oi em conjunto aos amigos, mas só!
Saudadeeeeee de ti menina querida, linda por dentro e por fora!

Um beijo e um abraço do tamanho do mundoooo!

Shuzy disse...

Ferida dói só até cicatrizar, beibe... O importante agora é não arrancar as casquinhas...

(*=