Pages

domingo, 22 de agosto de 2010

Amiga maluquinha!

Sabe aquelas pessoas que você é amiga e pronto?! É assim!
Amiga da amiga, a convivência fez logo com que nos apaixonássemos, de um jeito meio torto mas amor não carece explicações. Já nos questionamos, já tivemos várias DRs, já rimos, choramos, mas o que importa mesmo é que nos amamos.
Fabiana. Fabi. Pessoa generosa, desprendida, prática por demais, faz a gente se sentir acolhida, amada, querida.
É capaz de tirar a roupa que está, só pra agradar.
É a que reclama atenção, pede colo. Quando ligo pra ela 7 hs da manhã perguntando se tem um cafezinho, mesmo que esteja dormindo faz questão de dizer: Venha!
É amiga de se enroscar, de chamegar, rede na varanda, de cheirar.
Me surpreende sempre. Corajosa, forte, decidida.
Reclama que eu penso demais, questiono demais, mas quando aconselha o faz com tanta sabedoria que nos enche de esperança, nos faz acreditar que amanhã será diferente.
Mãe. Confusa às vezes mas com muita vontade de acertar.
Sempre envolvida nos problemas dos outros (amigos, irmãos, etc.), solidária.
Ela me faz lembrar o soneto da amizade de vinícios:
"Enfim, depois de tanto erro passado
Tantas retaliações, tanto perigo
Eis que ressurge no outro o velho amigo
Nunca perdido, sempre reencontrado.
É bom sentá-lo novamente ao lado
Com os olhos que contém o olhar antigo
Sempre comigo um pouco atribulado
E como sempre singular comigo.
Um bicho igual a mim, simples e humano
Sabendo se mover e comover
E a disfarçar com o meu próprio engano.
O amigo, um ser que a vida não explica
Que só se vai ao ver outro nascer
E o espelho de minh'alma multiplica ..."
Ela é minha amiga e pronto!

Um comentário:

Borboletas nos Olhos disse...

Que lindo um amor fundado em tantas diferenças que parecem semelhanças...